Endodontia

Descrição do serviço

Consiste na eliminaçao da polpa (nervo) do interior da camara pulpar e dos canais radiculares e desinfecção dos agentes patogénicos. Posteriormente, faz-se o selamento dos canais de forma hermética com material sólido que evite futuras complicaçoes e assim permite manter o dente no seu espaço e manter a sua função.

A cárie dentária é uma doença infecciosa causada por bactérias e resulta na destruição dos tecidos dentários. Se o ponto de destruição não for tratado, pode formar-se uma cavidade, que necessitará de ser restaurada. A cárie dentária, começa nas superfícies de mastigação, nas fissuras, entre os dentes e nas raízes expostas. A cárie penetra o esmalte e dentina e pode chegar a câmara pulpar (que são os tecidos que dão vida ao dente, nervos e vasos), causando uma infecção pulpar que provoca um abcesso, sendo necessário um tratamento dos canais da raiz. A câmara pulpar também pode ser danificada por um traumatismo e muitas vezes a única forma de salvar o seu dente é através da desvitalização ou seja, tratamento Endodontico.

Active Image

O que é o tratamento Endodontico?

No interior de cada dente há uma área especializada chamada câmara pulpar. Esta contém um sistema de vasos sanguíneos, vasos linfáticos, nervos, que provêm do osso alveolar e entram o dente através dos canais da raiz. Este sistema alimenta as células do interior do dente. A cárie profunda ou outros ferimentos podem causar danos ou afectar os tecidos moles. Num tratamento dos canais das raízes ou tratamento endodôntico, o dentista remove o tecido danificado e substitui-o por um enchimento especial com materiais biocompatíveis que ajudam a manter a estrutura dentária restante e não permitem que quaisquer bactérias se introduzam no organismo.

Algumas indicações para poder ser necessária a realização de um tratamento Endodontico:
– Dor espontânea ou aguda ao trincar, intensificando-se à noite;
– Sensibilidade a alimentos quentes ou frios;
– Cárie profunda ou um ferimento que crie um abcesso no osso.

Como é feito o tratamento Endodontico?

Este tratamento é complexo e minucioso, o procedimento é normalmente realizado em 3, 4 ou mais consultas e varia consoante a complexidade do dente (quantos mais raízes e canais tiver o dente mais moroso será o tratamento).

Active Image

Numa primeira consulta, depois do dente ser anestesiado, é feita uma abertura para a câmara pulpar através da coroa do dente. Poderá ser necessário uma nova anestesia intra-canalar e uma drenagem do abcesso (se existente). Sempre que possível é determinado o comprimento do canal ou canais das raízes (tanto o número como o comprimento dos canais variam muito conforme os dentes e especialmente de pessoa para pessoa). O tecido infectado é removido através de técnicas manuais ou mecânicas e os canais são limpos, alargados e é-lhes dada forma. Finalmente é aplicado um medicamento dentro dos canais e fechado com uma massa provisória.

Para uma segunda consulta aguarda-se algum tempo (este varia conforme o caso). Se necessário, os procedimentos anteriores são repetidos em novas consultas quantas vezes for necessário, se não, passa-se à fase seguinte. Esta trata-se de preencher e selar os canais. Cada canal e selado ate ao ápex (ponta) da raiz com uma matéria borrachóide impregnada em cimento. É de novo fechado provisoriamente.

Na última consulta faz-se a restauração do dente. Esta é feita com os materiais adequados ao caso, de forma a que a estética, forma e função sejam restituídas ao dente. Pode ser acrescentado um espigão para dar apoio estrutural ou para reter os materiais da restauração.

Active Image

Visto que a destruição dentária é elevada e o remanescente do seu dente perdeu a vitalidade o dente fica mais frágil que um dente vital, assim, uma restauração com uma coroa de metal ou de cerâmica dará mais resistência ao dente.

O material usado para selar os canais provavelmente durará uma vida, mas pode ter de ser substituído, tal como a restauração ou a coroa.